QUANDO ACABA A GREVE DE ÔNIBUS NO RIO 2013

A greve de motoristas e cobradores que começou na madrugada desta sexta-feira (1º) deixou os pontos de ônibus lotados no começo da manhã no Rio de Janeiro. Nas redes sociais, internautas relataram dificuldades para ir à escola e ao trabalho.

Sem ônibus nas ruas, passageiros se aglomeraram nos pontos. Muitos acabaram recorrendo às vans que têm circulado lotadas.

No Twitter, usuários se queixam das dificuldades que têm tido para se deslocar na cidade. O internauta AJ Júnior (@ajrodriguezjr) desabafou: “Greve de ônibus, caos no metrô, vans lotadas. Assim começa a sexta-feira”. Alice Tattianna (@alicetatianna) postou: “Depois de 50 minutos parada no ponto, eu descubro que os ônibus estão em greve”.

A paralisação dos rodoviários deve durar 24h. De acordo com o Sintraturb-Rio (Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus da Cidade do Rio de Janeiro), 30% dos cerca de 9.000 ônibus que circulam no Rio estarão nas ruas ao longo do dia. Esse é o percentual mínimo da frota que deve ser mantido em operação segundo a Lei de Greve.

QUANDO ACABA A GREVE NO RIO…

A paralisação de advertência foi decretada em assembleia da categoria nesta quinta-feira (28) e reuniu cerca de 3.000 motoristas e cobradores. A greve deve ser reavaliada em nova assembleia marcada para o meio-dia desta sexta-feira.

Categoria quer melhores condições de trabalho

A paralisação de advertência dos motoristas e cobradores de ônibus é para reivindicar melhores condições de trabalho. “Nós temos uma carga horária que excede as sete horas previstas por lei para a categoria. Muitos chegam a trabalhar 12, 13 e até 14 horas, sem receber hora extra”, afirma José Carlos Sacramento de Santana, presidente do Sintraturb-Rio.

A categoria reivindica plano de saúde, pagamento das horas extras e fim da dupla função, que obriga os trabalhadores a desempenhar as funções de motorista e cobrador. Os rodoviários também pedem uma cesta básica no valor de R$200. O valor atual pago pelas empresas é de R$80, de acordo com o sindicato. O Rioônibus (Sindicato das Empresas de Ônibus da Cidade do Rio de Janeiro) oferece um aumento salarial de 8%.

MetrôRio faz operação especial

Por causa da paralisação dos rodoviários, o MetrôRio realiza desde às 5h uma operação especial nesta sexta-feira. De acordo com a concessionária, toda a frota de trens está à disposição dos usuários. A empresa estima que haja um aumento de 15% no número de passageiros devido à greve.

Ainda segundo a empresa, 46 funcionários atuam na orientação dos passageiros nas 35 estações da cidade, e 400 agentes de segurança controlam o fluxo de usuários. A operação vai funcionar até o fim da paralisação, que está prevista para acabar à 0h deste sábado (2).

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.