Porque o Black Friday é sempre um Fiasco no Brasil

#BlackFridayFraudeBrasil, é assim que vou postar minha hash tag no Twitter porque realmente o Black Friday Brasil está sendo um verdadeiro fiasco, Lojas Americanas, FastShop, Extra, Ponto Frio, Mega Mamute e TAM estão com seus preços inflados e maquiando descontos que não existem, tudo isso porque eles pensam que nós consumidores somos otários. Mas a internet está aí pra isso para mostrar a verdade enquanto estes pilantras tentam enganar a gente.

A terceira edição da Black Friday no Brasil – Sexta-feira Negra -, evento varejista que oferece descontos em sites, está deixando os consumidores brasileiros insatisfeitos e as promessas de 75% de desconto foram escassas. O Busca Descontos, empresa organizadora do evento, bloqueou hoje 500 ofertas de lojas virtuais que inflaram os preços dos produtos. As redes sociais estão repletas de reclamações e desabafos, alguns se referem a data como “Dia do Black Fraude” e “Black Friday Brasil: tudo pela metade do dobro”.

De acordo com Pedro Eugênio, CEO do Busca Descontos, muitas lojas aumentaram o preço dos produtos antes desta sexta-feira para abaixá-los hoje, mas sem ofertas reais. Uma equipe do portal está responsável por analisar todas as ofertas das lojas participantes para conferir se os produtos anunciados realmente possuem descontos e algumas até foram impedidas de entrar no ar.

“É lamentável que algumas lojas ainda insistam em fazer maquiagem de preço. Contamos com a ajuda dos consumidores nesse momento para que denunciem as ofertas falsas”, afirma Pedro Eugênio, CEO do Busca Descontos. Segundo Pedro, os consumidores devem denunciar as fraudes no site do evento, o www.blackfriday.com.br, no campo “Denuncie”. Os consumidores se depararam ainda com sites que ficaram fora do ar, devido a queda de servidores.

Consumidor lesado

O Procon (SP), órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, anunciou, na tarde desta sexta, que notificou as empresas que participam da Black Friday: Extra – lojas física e virtual -, Ponto Frio, Submarino, Americanas.com, Wal-Mart, Saraiva e Fast Shop, por indícios de maquiagem nos descontos, com base em denúncias, que chegaram do consumidor nos tradicionais canais de atendimento e redes sociais do órgão.
Ainda de acordo com o Procon (SP), o organizador do evento, Busca Descontos, também será notificado para que apresente explicações sobre problemas que o consumidor teve ao não conseguir acesso em alguns links de ofertas e sites de lojas. O Procon (SP) deu prazo para as respostas até a próxima sexta-feira (30).

Veja algumas reclamações nas redes sociais:

“Esse Black Friday brasileiro é uma piada mesmo. A TAM tá com vôos BH-Sampa por 1800 e a Gol, por 800. Esse “descontão” é pra rir?”, L.M no facebook

“Black Friday no Brasil é enganação demais! Bobo de quem cai no conto desses falsos descontos…” A.C.C no facebook

“Chegou o grande dia… o dia da ode ao consumo!!! Compre, compre tudo que seu rico dinheirinho pode gastar consumidor brasileiro inteligente. Ajude a divulgar as estratégias dos empresários para vender mais pelo mesmo preço. Bem-vindo à Black Fraude Brasil!” Y.A.B no facebook

“É mais fácil acreditar em Papai Noel que em Black Friday Brasileira.” B.P.L.F no facebook
“Black Friday fail!!! preciso de passagens aéreas e continua tudo caro… afffeeeeeeee” R.S no facebook
“Black Friday” uma ova! Essa importação barata de tradição dos outros…”M.L no facebook

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.