OSX, de Eike Batista, reverte lucro e tem prejuízo de R$ 1,8 bilhão

Empresa de construção naval teve o pedido de recuperação aceito pela Justiça nesta segunda-feira; endividamento soma R$ 4,8 bilhões

A OSX Brasil, empresa de construção naval do Grupo EBX, do empresário Eike Batista, registrou prejuízo líquido de R$ 1,841 bilhão no terceiro trimestre de 2013, revertendo o lucro líquido de R$ 6,9 milhões verificado no mesmo período em 2012. No segundo trimestre deste ano, a companhia, cujo pedido de recuperação judicial foi aceito nesta segunda-feira, 25, pela Justiça, teve prejuízo de R$ 152,7 milhões.

O governador Sérgio Cabral e os secretários estaduais Marilene Ramos (Ambiente) e Júlio Bueno (Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços) entregam a Licença Prévia (LP) para a implantação da usina termelétrica a carvão, do Porto do Açu Ener

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da OSX entre julho e setembro deste ano ficou negativo em R$ 1,839 bilhão. No terceiro trimestre do ano passado, o Ebitda ficou positivo em R$ 76,5 milhões e, no segundo trimestre de 2013, negativo em R$ 100,2 milhões.

A receita líquida da companhia somou R$ 151,9 milhões no trimestre passado, 88,9% maior do que em igual intervalo de 2012 (R$ 80,4 milhões), mas 19,41% abaixo da registrada no segundo trimestre deste ano (R$ 188,5 milhões).

Ainda conforme a apresentação dos resultados, o endividamento consolidado da OSX ao final do terceiro trimestre era de R$ 4,8 bilhões, sendo R$ 1,7 bilhão referentes à Unidade de Construção Naval (UCN) Açu, R$ 648 milhões ao FPSO OSX-1, R$ 1,2 bilhão ao FPSO OSX-2, R$ 1,1 bilhão ao FPSO OSX-3 e R$ 201 milhões em outros financiamentos.